Quantas chances de viver loucuras memoráveis a gente desperdiça com essa mania besta de pensar demais?!

Prefiro correr riscos do que me arrepender de não ter feito nada!


Abraça o que te faz sorrir!

sábado, 31 de dezembro de 2011

tudo novo de novo...

Quero tudo novo de novo. Quero não sentir medo. Quero me entregar mais, me jogar mais, amar mais.
Viajar até cansar. Quero sair pelo mundo. Quero fins de semana de praia. Aproveitar os amigos e abraçá-los mais. Quero ver mais filmes e comer mais pipoca, ler mais. Sair mais. Quero um trabalho novo. Quero não me atrasar tanto, nem me preocupar tanto. Quero morar sozinha, quero ter momentos de paz. Quero dançar mais. Comer mais brigadeiro de panela, acordar mais cedo e economizar mais. Sorrir mais, chorar menos e ajudar mais. Pensar mais e pensar menos. Andar mais de bicicleta. Ir mais vezes ao parque. Quero ser feliz, quero sossego, quero outra tatuagem. Quero me olhar mais. Cortar mais os cabelos. Tomar mais sol e mais banho de chuva. Preciso me concentrar mais, delirar mais.
Não quero esperar mais, quero fazer mais, suar mais, cantar mais e mais. Quero conhecer mais pessoas. Quero olhar para frente e só o necessário para trás. Quero olhar nos olhos do que fez sofrer e sorrir e abraçar, sem mágoa. Quero pedir menos desculpas, sentir menos culpa. Quero mais chão, pouco vão e mais bolinhas de sabão. Quero aceitar menos, indagar mais, ousar mais. Experimentar mais. Quero menos “mas”. Quero não sentir tanta saudade. Quero mais e tudo o mais. 
“E o resto que venha se vier, ou tiver que vir, ou não venha"

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Roubo histórias, bordo palavras, costuro sonhos, desato pensamentos.

Sou uma mulher de gostos e versos. Um pouco ladra, eu diria. Roubo histórias, bordo palavras, costuro sonhos, desato pensamentos. Coisas de quem escreve, encare assim. Quem fica ao meu redor tem que entender que, vez em sempre, algo será tomado para e por mim, sem dó. Me aproprio indevidamente de vidas e falas. Não leve a mal se por ventura algum dia o seu sossego for passear junto comigo. E se por acaso a insônia se tornar a sua melhor amiga, admita que eu venci. Gosto de esfregar na cara do suposto adversário as minhas vitórias. Em certas ocasiões o mais digno é engolir tudo elegantemente

Mas o que importa é que a gente nunca deixe de se enxergar no espelho e se ver no fundo.

Acho injusto a gente se esvaziar de sonhos, de amigos, de outros amores, de planos, de coisas que nos fazem bem. Para mim, a vida é soma: a gente junta uma coisa com a outra, vai enchendo o coração, preenchendo nossos espaços. É bem verdade que muitas vezes precisamos mandar tudo embora para recomeçar novamente. Mas o importa é que a gente nunca deixe de se enxergar no espelho e se ver no fundo.

Eu transbordo...

Gosto de pessoas e amores inteiros. Porque não sei me dar pela metade nem por partes. Eu transbordo. E se você também for do time que transborda, vem pra cá.

Nem sempre minhas ações condizem com as minhas palavras.

Eu gosto de errar. Sinto o cheiro e gosto dos meus erros e simpatizo com eles. O certinho me causa desconfiança. Antipatizo com o correto. Prefiro a minha infelicidade com flashes de felicidade momentânea... Esperar não é para mim. Produzo teorias que não servirão para nada. Invento palavras que não existem, faço meu próprio dicionário. Crio definições que só eu uso e, ainda por cima, me mato de rir. Prefiro a minha insanidade com flashes de sanidade instantânea... O que presta é o que me interessa. O que eu quero, agarro. O que eu desejo, abraço. O que eu sonho, desenho. O que eu imagino, escrevo. O que eu sinto, escondo. A perfeição está no meu humor. Está na minha emoção. Está nas minhas linhas tortas e devaneios tolos. Nem sempre minhas ações condizem com as minhas palavras. Me conheça. Me decifre. Me ame. Me devore"

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Preciso da solidão pra ser eu mesma.

Tenho uma particularidade instigante: preciso da solidão. Gosto de pessoas, preciso delas, não sei viver sozinha. Mas sou mimada, preciso quando eu quero. Sou egoísta, gosto de ver televisão sozinha, sem ninguém falando junto. Sou chata, não gosto de dividir banheiro com ninguém. Sou espaçosa, bagunço as minhas coisas. Preciso da solidão pra ler, pra olhar para o teto, pra tirar ponta dupla do cabelo, pra fazer as unhas, pra pensar em tudo, pra fazer nada. Preciso da solidão pra ser eu mesma. Pra fazer alongamento, rir de mim, chorar comigo. Não entendo como tem gente que não abre a janela em dias nublados. Eu adoro janelas abertas, esteja um dia lindo de sol ou um carregamento de nuvens cinzas. Tenho que sentir o ar que vem lá de fora, seja ele qual for. Com seu gosto, cheiro, textura. Falo algumas coisas esquisitas como essa, por exemplo, ar com textura. Conheço cores que ninguém conhece, vejo alguns filmes que grande parte da população acha tosco. Não gosto de deixar as coisas pela metade, mas já deixei...

amores errados...

Tive excessos de amores errados. A gente se engana muito com as definições românticas.

Passou...

Minha vida continuou e de repente eu me dei conta de que poderia viver sem você...

Eu amo poucos. Mas esses poucos, pode apostar, amo muito!

"Eu não sou legal, não mesmo. Acho que sempre tenho razão e quando minhas previsões dão certo olho com a cara mais abominável do mundo, dou um sorriso irônico e falo o clássico eu-te-avisei. É que, em geral, eu tenho razão. Essa é a primeira –e mais importante – coisa que você precisa aprender a meu respeito. (...) Não sei receber elogios, fico sem saber o que fazer, me atrapalho e acabo trocando de assunto – quando não troco as pernas e tropeço em algum canto de mim. Sorrio para disfarçar desconfortos. Se eu não gosto de você é bem provável que você tenha medo do meu olhar. E eu posso simplesmente não gostar de você de graça. Se eu gostar de você aviso de antemão que você é uma pessoa de sorte. Eu me entrego. Quem vive comigo sabe. Quem convive comigo sente. Eu amo poucos. Mas esses poucos, pode apostar, amo muito."

E essa é a melhor parte de mim...

Sou forte. Meio doce e meio ácida. Em alguns dias acho que sou fraca. E boba. Preciso de um lugar onde enfiar a cara pra esconder as lágrimas. Aí penso que não sou tão forte assim e começo a olhar pra mim. Sou forte sim, mas também choro. Sou gente. Sou humana. Sou manhosa. Sou assim. Quero que as coisas aconteçam já, logo, de uma vez. Quero que meus erros não me impeçam de continuar olhando para a frente. E quero continuar errando, pois jamais serei perfeita (ainda bem!). Tampouco quero ser comum e normal. Quero ser simplesmente eu. Quero rir, sorrir e chorar. Sentir friozinho na barriga, nó no peito, tremedeira nas pernas. Sentir que as coisas funcionam e que tenho que trocar de jeito quando insisto em algo que não dá resultado. Quero aprender e, ainda assim, continuar criança. Ficar no sol e sentir o vento gelado no nariz. Quero sentir cheiro de grama cortada e café passado. Cheiro de chuva, de flor, cheiro de vida. Aprecio as coisas simples e quero continuar descomplicando o que parece complicado. Se der pra resolver, vamos lá! Se não dá, deixa pra lá. A vida não é complicada e nem difícil, tudo depende de como a gente encara e se impõe. Quero ser eu, com minha cara azeda e absurdamente açucarada. Não quero saber tudo e nem ser racional. Quero continuar mantendo o meu cérebro no lugar onde ele se encontra: meu coração. E essa é a melhor parte de mim.

A saga de uma boba...

Queria saber como consigo ser tão boba ao ponto de acreditar tanto no que as pessoas me dizem... logo eu uma criatura que sonha mais do que vive, logo eu que sempre estou pronta pra qualquer desafio, logo eu que ultimamente venho sendo tão machucada! Só queria ser menos do que sou nesse exato momento... queria senti menos, me importar menos, acreditar menos e esperar bem menos dos outros.
Vejo por aí tanta gente que nada faz  que tanto recebe em troca, e penso que o melhor que tenho a fazer é viver sem apegos, sem saudades, sem faltas... mas é tão dificil pra uma pessoa tão fragil como eu. Sim, claro, aos poucos eu aprendendo, vou me acostumando a ser menos vitima e alvo e coisas que não me pertencem. Eu só queria um pouco de atenção.... queria alguém comigo sempre que a situação não tivesse lá essas coisas, queria um telefonema bobo no meio da noite e queria escutar o tempo todo: amo você!
Mas, tudo que até hoje eu tive, foram pequenos fragmentos de um fingimento gigantesco e eu que acreditei em tudo e me sentia a pessoa mais feliz do mundo, eu que achei que tudo tava bom e nada mais faltava.

 É sempre assim que acontece, a história vai se repetindo e já vou até decorando o final do capitulo, a mocinha fica triste, com aquela dor insuportavel no coração, o tal cara que antes era o mocinho apronta horrores com a mocinha e depois vem como se nada tivesse acontecido, e a mocinha coitada! cansada de tanto perdoar o cara manda ele pra puta que pario... e ele não acredita que a mocinha teve coragem de tal ato, logo ela, uma pessoa tão bobinha... ela toma nojo, abuso e outros tantos sentimentos desprezíveis pelo tal cara...
Certo dia resolve sai p aproveitar o tempo de deixou passar, e então encontra um tal moço faceiro que já costumava observar de longe... ele vem, a chama p dançar eles conversam e depois se beijam... a moçinha mais uma vez idealizar todo aquele mundinho doce de algodão doce, que mocinha idiota! Ela tenta fugir e até tenta se esconder, mas é impossivel.... ela não sabe se reinventar, ela não sabe lutar contra seus proprios sentimentos. Ela é daquele tipo que ainda acredita que sua outra metade está por aí vagando pelo mundo!
Então ao final da festa, a mocinha troca telefone com o moço faceiro e os dois prometem se ver novamente.... a mocinha fica lá toda animadinha e o moço vai embora... dias se passam e o moço até liga p mocinha, conversa pouco mas pelo menos lembra que ela existiu. A mocinha fica nas nuvens e mais uma vez
acredita no não provável, o moço conversa com ela pelos chats de bate papo e fala coisas lindas, a mocinha então começa a desabafar e soltar seu turbilhão de emoçoes. O moço fica assustado, com as palavras dela, mas o que fazer se ela não consegue fingir! Então marcam de se encontrarem de novo, e a mocinha acorda toda toda... esperando rever o moço faceiro de novo, mas ele não liga.... ele num dá um sinalzinho sequer de vida! Calma... calmaa... o moço manda um sinal e diz que amanhã irá vê-la, e a mocinha maais uma vez acredita, será?!

Por: Rosemary Lima

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

A rima entre amor e dor é armadilha.


Eu procurava o amor em jardins de cactus. Vinha buscando o fruto em árvores erradas, e nas mordidas sentia o gosto azedo, que amarga no fim da boca. Colhi amores podres, comidos pelo tempo e dor.
Foi preciso paciência – e um outro tempo – amadurecendo um fruto para colhê-lo doce, suave, terno e delicado. Simples como naturalmente é.
Eu imaginava haver segredos por trás dos espinhos. Mas é puro acaso que amores e espinhos se encontrem em botões abertos ou fechados. A rima entre amor e dor é armadilha.
O verdadeiro fruto está ao alcance das mãos – mas é tão rasteiro, que quase não se vê. É preciso passear sem fome para enxergá-lo redondo, vermelho. Para então mordê-lo distraído como numa tarde de chuva.

Eu quero simplicidade e descomplicação

Tem gente que pensa que estaremos a disposição p sempre... um dia chega e a gente cansa de toda aquela estupidez diária e sem motivos. A gente passa a perceber que a vida vale mais do que qualquer outra coisa. Eu cansei de ficar sempre na mesma, como se não fosse capaz de realizar meus sonhos e batalhar por meus objetivos... cansei de me senti pequena diante de coisas e pessoas tão insignificantes. De hoje em diante decidi que antes ficar só do que cercada de gente que não valem nem o chão que pisam. Decidi q vou fazer de tudo pra nunca mais me senti como vinha me sentindo a pouco tempo atras, porque agora o mais importante é ser feliz e viver do jeito que eu achar melhor pra mim.
Ultimamente venho me surpreendendo comigo mesma, com minhas escolhas e atitudes, garanto que se fosse em tempos passados não faria muita coisa que ando fazendo hoje...e essa coragem? essa coragem de arriscar tudo mesmo que nada dê certo, esse sentimento de liberdade que transborda de dentro de mim. Sinto que posso tudo o que eu quiser e ninguém pode me deter!
Passei tanto tempo vivendo sonhos neblinados e ilusões tão falsas que hoje tudo que quero é clareza, mesmo que isso venha a me machucar...eu não quero mais viver idealizando a minha vida como se ela fosse um livro perfeito, eu quero que tudo acontecar no momento certo, eu quero é poder curti tudo que a vida me oferecer, pq amanhã tudo pode mudar...amanhã posso não mais está aqui! Eu preciso tanto me senti feliz, é esse sentimento o meu preferido, é esse sentimento que busco a todo tempo...
Eu só quero aquela sensação boa de viver festejando até o que não deu certo, eu quero aquele gosto do amanhã melhor que o hoje e o hoje bem melhor que o ontem... quero viver sem planos e apegos desnecessários, é só isso! Eu quero simplicidade e descomplicação quero me livrar de tudo que me aprisiona a alma e me faz chorar por dentro.
-Rosemary Lima

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

A vida é feita de gente boa e ruim...

Quando depositamos confiança nas pessoas, o risco da decepção é grande, pois elas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, bem como não estamos aqui para satisfazer as dela. 
As pessoas não se precisam, mais sim, se completam; não por serem metades, mas por serem pessoas inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida. Com o tempo, percebemos que para ser feliz com outra pessoa, precisamos primeiramente não precisar dela. Percebemos também que aquela pessoa que amamos, que nada quer conosco, definitivamente não é o homem ou a mulher de nossas vidas. Temos que aprender a gostar e cuidar de nós mesmos e, principalmente, a gostar de quem gosta de nós. O mestre Mário Quintana estava certo: O segredo é não correr atrás das borboletas e sim cuidar do jardim para que elas venham até nós. No final das contas, vamos achar não quem estávamos procurando, mais quem estava procurando por nós.

A vida é feita de gente boa e ruim. Alguns dias são bons e outros ruins. Existem sentimentos bons e ruins. Tudo é na base do bom e do ruim. O bem e o mal. A gente aprende isso desde cedo, tem o mocinho e o bandido. O ladrão e a polícia. E algumas pessoas valem o ruim, o estragado, o sem gosto. De vez em quando é pior não ter gosto de nada do que ter um gosto azedo. Algumas pessoas valem isso. Acho que esse é o ponto máximo do amor máximo. Não que ele precise ser medido ou explicado. O amor dispensa maiores definições. Ele se auto-explica. Só penso que quando a gente tem o coração cheio desse sentimento, tudo fica claro. E a gente não precisa ter medo de cruzar com alguém ruim no caminho. Elas nos fortalecem, ensinam. Algumas delas, inclusive, até valem o mundo (ainda que por um curto tempo). Quem nunca se decepcionou? Quem nunca pensou assim fulana-é-minha-melhor-amiga-beltrano-é-o-cara-dos-meus-sonhos? Nessa hora, eles valem o mundo. Depois, tudo muda, valem nada. 
O que importa é o momento em que a pessoa efetivamente valeu o seu mundo.

Sempre desprezei as coisas mornas, as coisas que não provocam ódio nem paixão, as coisas definidas como mais ou menos, um livro mais ou menos. Tudo perda de tempo. Viver tem que ser pertubador... O que não faz você mover um músculo, o que não faz você estremecer, suar, desatinar, não merece fazer parte da sua biografia.

Se a dor tiver que vir, que venha rápido. Eu disse.
Porque tenho uma vida pela frente, e preciso usá-la da melhor maneira possível.
Se ela tem que fazer alguma escolha, que faça logo.
Então eu o espero. Ou o esqueço.
Esperar dói. Esquecer dói.
"Mas não saber que decisão tomar é o pior dos sofrimentos”.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Entre uma decepção e outra, que tal uma pausa para aprender?

Tem época na vida da gente que parece que os encontros 'amorosos' são mais uma provocação do que uma oportunidade de se sentir satisfeito e feliz... Assim, vamos contabilizando decepções e desacreditando na possibilidade de viver uma experiência positiva e motivadora. 
Quando isso acontece, creio que o melhor seja parar. Uma pausa para aprender. Ou melhor, antes apreender. Perceber o que está acontecendo, quais são nossos verdadeiros desejos e quais tem sido nossas atitudes para torná-los concretos. 
Muitas vezes, fazendo uma análise mais justa e desapegada, sem assumir nenhum papel, nem o de vítima das armadilhas da vida, nem da sacanagem dos outros e nem o de culpado, como se tudo o que fizéssemos estivesse definitivamente errado, terminamos descobrindo que há alguma incoerência nisso tudo. 
Só que para isso precisamos de tempo... e principalmente de coragem para admitir limitações, assumir pensamentos negativos e confiar mais na sabedoria da vida e seu ritmo. O que acontece, no entanto, é que a maioria de nós não quer esperar, não quer refletir. Tem apenas um único pensamento que alimentamos o tempo todo: quero namorar, quero ter alguém!!! 
Será que estar com alguém é o mesmo que estar feliz? Pode ser que sim, mas pode ser que não... e se por qualquer motivo você não tem ficado com quem deseja, talvez seja o momento ideal para um intervalo, tão útil entre uma decepção e outra... 
Tempo de se observar, de observar as pessoas e ouvir o que elas dizem. Tempo de aprender, crescer, ter uma nova conduta, desenvolver uma nova postura. Aguardar até que a vida lhe mostre qual é o melhor caminho a seguir... mas para ver, você precisa estar atento... sem tanta ansiedade, sem tanto desespero para tentar fazer com que as coisas aconteçam do jeito e na hora que você quer... 
E se nenhuma resposta vier, talvez signifique que você precisa ver e ouvir com o coração. Respeitar o silêncio. Aceitar a ausência de quem você tanto deseja encontrar... Talvez não haja uma resposta e nem haja uma expli-cação. 
Às vezes, simplesmente não existem respostas nem explicação. Apenas a vida. Apenas as pessoas. Apenas o mundo. Apenas a dor e o amor. Apenas... 
E se insistirmos em não aceitar, em brigar, em nos rebelar, em nos revoltar... conseguiremos tão somente mais dor... e menos amor. Aceite que você não tem o controle, que você não pode decidir sozinho, que o universo tem seu próprio ritmo. Faça o que está ao seu alcance; faça a sua parte... e bem feito; da melhor maneira que puder... 
E o que não puder, entregue e espere... porque embora diga sabiamente a música "quem sabe faz a hora, não espera acontecer", tem ocasiões nesta vida em que quem sabe espera acontecer e respeita a hora de não fazer... até que um dia, o amor de repente acontece... porque seu coração estava exatamente onde deveria estar para ser encontrado!

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

E a tudo que me aumente e me faça feliz, eu peço BIS!


Chega uma hora na vida que aquilo que parecia tão improvável e distante acaba ficando um tanto perto demais... Não vivo mais dizendo ao mundo tudo do meu futuro, meu futuro é deus quem sabe... e vai mostrando na hora certa!
Pra mim tudo acontece por razões bem prováveis que só vamos saber bem depois, nada acontece por acaso e ao acaso... por mais que pareça tudo sempre vai ter uma justificativa no final, cabe você saber interpreta-la ou não. Seria bem simples se a vida viesse com um manualzinho básico de instruções, porque tantas vezes já ocorreram de meus 'parafusos' não fucionarem direito e eu me perder por dentro de mim. Logo eu que sou feita de sonhos, ilusões, desejos, manias e controvérsias... Resolvi que é bem melhor se permitir senti algo bom, se permitir senti algo que realmente te faça bem! Não vale a pena privar-se por coisas e pessoas que não valem nem o chão em que pisam, decidi que viver pra mim é o melhor que posso fazer por mim mesma!
É tão bom se senti completa, mesmo que talvez eu nunca tenha vindo a me senti assim... mas, imagino que é bom essa coisa chamada realização. E lá vou eu com minhas tentativas loucas e meios cegas tentar descobrir meu caminho nesse mundo tão grande, lá vou eu tenta encontrar a porta com o nome da tal famosa felicidade!  
Não quero uma vida perfeita, só quero senti que tenho tudo que preciso, sou amada e tenho a quem amar! Quero palavras doces ao invés daquelas que doem e me deixam enjoada de tudo, quero um olhar que me conforte quando nem eu mesma consigo entender o que sinto, quero um beijo de boa noite e outro de bom dia pra senti que não estou sozinha quando vou dormir e quando acordo! Eu só queria isso... só queria encontrar o que venho procurando quando abro os olhos todos os dias, eu vou me abrir a porta da felicidade e me esbaldar nela como se nada mais fizesse sentido, mesmo que seja por alguns minutos... preciso me senti feliz pelo menos um pouco! Preciso que a vida tenha um proposito, não preciso que as coisas façam sentido, só preciso que elas sejam minhas!
Não vou mais deixar que algumas coisas passem despercebida diante de mim, como se eu tivesse ficado cega, não vale a pena 'cegar' pelo que nunca vai poder te guiar por aí... não vale a pena de jeito nenhum se fechar dentro de um mundinho imaginário com principes e princesas passeando de cavalo por bosques encantados. Um dia a ilusão acaba, e coitadinha de você, pobre criaturinha ingênua e idealizadora de uma realidade tão incomum. Acoorda meu bem! Você não está mais na idade de acreditar em contos de fadas, axo que nem deveria existi essa idade... FATO!
Então é isso... xô pensamentos negativos, xô medo de viver coisas que poderiam ser boas, e pooode vir coisas que me acrescente algo, emoções completas e sentimento duradouros que me faram crescer!
E a tudo que me aumente e me faça feliz, eu peço BIS!
-Rosemary Lima

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

e quem não gostar, que tape os ouvidos.



Não sei ser contida, discreta.
Brigo em voz alta, rio em voz alta, sinto em voz alta.
Sou feita de barulho e de verdade.
Murmúrio não faz parte de mim
e quem não gostar, que tape os ouvidos.

eu brigo com o espelho toda manhã...

Sabe, eu brigo com o espelho toda manhã. Eu mal consigo formular palavras a desconhecidos. Eu nem mesmo acredito na minha capacidade de marcar a vida de quem eu conheço. Meu complexo de inferioridade já me fez perder noites e noites de sono à procura de respostas para medos ridículos, muitas vezes inexistentes

sábado, 10 de dezembro de 2011

Era tudo que eu queria...

Quais são suas escolhas? As minhas são sempre as mesmas, ter um futuro bom, uma família linda, ser realizada profissionalmente, ter uma casinha branca com flores na janela e um carro na garagem. Juntar os amigos no sábado a noite, sentar na varanda olhar o amanhecer, ter filhos lindos e chorar junto com eles na primeira pequena dor que eles sentirem. Ter um marido amoroso, que chegue em casa depois do trabalho e me chame de amor, mesmo depois de anos de casada. Viajar pra praia nas férias e não querer sair de perto da família. São essas, as minhas escolhas.

Falta...

Falta amor. Falta confiança. Falta coragem. Falta vontade. Falta quem olhe para dentro e não para fora.
melanciarosa:

Falta amor. Falta confiança. Falta coragem. Falta vontade. Falta quem olhe para dentro e não para fora.
Faça tudo errado. Fale coisas erradas na hora errada. Goste das pessoas erradas. Nada é certo nessa vida, nem você.
scaryandbeautiful:

Faça tudo errado. Fale coisas erradas na hora errada. Goste das pessoas erradas. Nada é certo nessa vida, nem você.

O ciclo da estupidez...

teenager-problem:

É um ciclo: Você se apaixona, você confia, acha  que dará tudo certo, e adivinha? Você se decepciona. E então, quando  parece que superou tudo, você se apaixona de novo e o ciclo recomeça.
É um ciclo: Você se apaixona, você confia, acha que dará tudo certo, e adivinha? Você se decepciona. E então, quando parece que superou tudo, você se apaixona de novo e o ciclo recomeça. 

Para todo fim, um recomeço...

“É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou. Entregar todos os teus sonhos porque um deles não se realizou, perder a fé em todas as orações porque em uma não foi atendido, desistir de todos os esforços porque um deles fracassou. É loucura condenar todas as amizades porque uma te traiu, descrer de todo amor porque um deles te foi infiel. É loucura jogar fora todas as chances de ser feliz porque uma tentativa não deu certo. Espero que na tua caminhada não cometas estas loucuras. Lembrando que sempre há uma outra chance, uma outra amizade, um outro amor, uma nova força.Para todo fim, um recomeço.  (O  Pequeno Príncipe)

E esse sentimento que se chama: Saudade!


Nome: Saudade. Definição: Não podemos ver e nem tocar, mas sabemos o quanto é grande. (sdpm)
Nome: Saudade. Definição: Não podemos ver e nem tocar, mas sabemos o quanto é grande.




PS: Ai como eu tenho saudades das coisas que já foram e de coisas que nem vieram a chegar! Queria experimentar de novo o sabor do que não posso ter... queria que algumas coisas voltassem a ser como eram antes, queria ter algumas pessoas por perto mais uma vez e poder recomeçar com elas do zero. 

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

...



Realmente não me importo!



Ps: Que se dane a opinião alheia... no dia em que eles pagarem as minhas contas aí sim penso em me importar com o que falam! Enquanto isso, vê se dá um tempo e me esquece! Comece a olhar mais pra você  e menos pros outros, vê se semancol tá a venda lá na farmacia e se embriague dele, por favor! já que sua noção do ridiculo é completamente nula! Quem se preocupa demais com os outros esquece de viver a propria vida.

Eu vou mudar... vou...

São tão inconstantes...

O problema é me importar demais com coisas que eu queria que fosse de menos.


O problema é me importar demais com coisas que eu queria que fosse de menos. Queria simplesmente não me importar, deixar você sair por aquela porta e trancá-la, sem chance de volta. Mas a única coisa que consigo, é te querer longe de mim por alguns minutos e por perto no restante das horas. Não sei, eu não me entendo. Não sei o que acontece comigo, eu fico triste quando deveria sentir raiva. Eu sinto saudades quando deveria te querer longe.

IntimidadeDeGarota
O problema é me importar demais com coisas que eu queria que fosse de menos. Queria simplesmente não me importar, deixar você sair por aquela porta e trancá-la, sem chance de volta. Mas a única coisa que consigo, é te querer longe de mim por alguns minutos e por perto no restante das horas. Não sei, eu não me entendo. Não sei o que acontece comigo, eu fico triste quando deveria sentir raiva. Eu sinto saudades quando deveria te querer longe.

Nunca subestime o sexo feminino.


Fazer xixi em pé é fácil, quero ver é você tirar o sutiã sem tirar a blusa, sangrar durante sete dias e não morrer, se equilibrar em um salto e passar uma festa inteira sem tirá-lo ou reclamar dele, quero ver você usar um vestido apertado, fazer chapinha no cabelo, depilação e sobrancelha, pintar as unhas, fazer os deveres da escola e ainda assim ter tempo pra arrumar a casa. Nunca subestime o sexo feminino, porque garantimos que não somos o sexo frágil.

Prefiro assim...

falasdosilencio:

Prefiro não ouvir nenhum eu te amo e me sentir amado, do que ouvir vários e não sentir absolutamente nada, saber que na realidade são apenas palavras sem sentido, que as pessoas acostumaram a falar e esqueceram que têm um significado maior.
Prefiro não ouvir nenhum eu te amo e me sentir amado, do que ouvir vários e não sentir absolutamente nada, saber que na realidade são apenas palavras sem sentido, que as pessoas acostumaram a falar e esqueceram que têm um significado maior.

sábado, 26 de novembro de 2011

Tudo é transitório...

Tumblr_ld6n3f06ip1qfr6jho1_500_large
A falta de definição, por si só, define a vida. Tudo é transitório, nossas manias, nossos pensamentos, nossos amores, nossos pontos de vista. Sabemos quem somos e o que sentimos, só não sabemos até quando.
Estamos em trânsito e a definição só virá quando não estivermos mais aqui para entende-la.

O importante...

"O que importa é a forma como a gente viveu e vive um sentimento. Não importa que 
nome ele tenha. Não importa se é um amor, um estar apaixonado, um gostar. O que 
importa é querer que aconteça. O que importa é querer que seja bom..."

Infinito...

A prova de que na vida, rótulos são dispensáveis e sentimentos inclassificáveis."

 "Sorrir com os olhos, falar pelos cotovelos, meter os pés pelas mãos. Em mim, a anatomia não faz o menor sentido. Sou do tipo que lê um toque, que observa com o coração e caminha com os pés da imaginação. Multiplico meus cinco sentidos por milhares e me proponho a descobrir todos os dias novas formas de sentir. Quero o cheiro da felicidade, o gosto da saudade, o olhar do novo, a voz da razão e o toque da ternura. Luto contra o óbvio, porque sei que dentro de mim há um infinito de possibilidades e embora sentimentos ruins também transitem por aqui, sei que devo conduzi-los com a força do pensamento até a porta de saída. Decidi não delegar função para cada coisa que eu quero. Nem definir o lugar adequado para tudo de bom que eu sinto. Nossos sentimentos são seres vivos e decidem sem nos consultar. A prova de que na vida, rótulos são dispensáveis e sentimentos inclassificáveis."

O mundo gira, as coisas mudam...


[...]Toda vez que eu fico em casa e você não vem, vem logo alguém pra me dizer que viu você com outro amor...
Um outro alguém com quem você saiu, vc dançou, quem sabe até vc amou...
Mas não ligo não, eu sei que é meu seu coração. Eu finjo não saber que alguém me procurou para dizer...
Mas só que um dia não vou mais ficar em casa esperando vc... estou bolando uma maneira pra fazer vc ficar em seu lugar!
Um dia sei que alguém, vai procurar vc e vai dizer que eu sai, que eu dançei, que arranjei  um novo amor. Talvez vc aprenda uma lição e nunca mais vá machucar meu coração, mas não ligue não pois ele é seu meu coração.
Um dia sei que vai chegar e vc não vai me enganar[...]

Existem tantas pessoas...

 chorando por alguém que não as quer; tantas pessoas esperando um dia - o dia - (sabe-se lá que dia é esse) para serem felizes, sentadas, reclamando da vida, da sorte e procurando desesperadamente por alguém que lhes tire dessa ansiedade, desse sofrimento, dessa carência pela vida e por si mesmas e dessa sensação de impotência diante daquilo que acham que poderiam lhes dar prazer ou lhes fazer felizes... são pessoas que não se olham, não se enxergam, não têm a mínima noção das infinitas opções que teriam se, ao invés de desperdiçarem suas vidas olhando para o que não têm, focassem sua energia para o que desejam, e agissem, e buscassem e tentassem ser felizes...

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Casos do acaso...


Havia uma garota que se odiava pelo fato de ser cega. Ela também odiava a todos, exceto seu namorado. Um dia ela disse que se pudesse ver o mundo, se casaria com seu namorado. Em um dia de sorte, alguém doou um par de olhos a ela.

Então o seu namorado perguntou:
― Agora que você pode ver, você se casa comigo?

A garota viu que ele era cego e chocada, disse:
― Eu sinto muito, mas não posso me casar com você, porque você é cego!

O namorado afastando-se dela em lágrimas, disse:
― Por favor, apenas cuide bem dos meus olhos, eles eram muito importantes pra mim.

PS: Porque as pessoas só lembram e só precisam das outras nos momentos dificeis, quando tal situação passa, tudo que vc recebe em troca é uma tremenda ingratidão! Não vire as costa á quem um dia já te levantou seja o melhor, faça o melhor! Fique em paz consigo mesmo!

Tão difícil...

Difícil é deixar pra lá, quando já se tornou importante demais.
Difícil é deixar pra lá, quando já se tornou importante demais.

E ainda querem q eu me comporte…

"Desde q eu era pequena eu via o Tarzan andar pelado, a Cinderela chegava meia noite, o Pinocchio mentia pra caramba, o Batman, meu Deuuus.. dirigia a 320km por hr, a Bela nem se fala, era uma vagaba, a Branca de neve morava com 7 homens, o Superman colocava a cueca por cima da calça e o Popeye só fumava mato… Me fala que exemplo que a gente teve com essas coisas? kkkkkkkkkkkkkkkkk"

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

A impossibilidade dos fatos.

Eu já nem invento mais historias pra poder dormi, a vida trata de me contar e me faz acordar. Por que o melhor de tudo é você senti que tem gente que ainda sente, tem gente que reconhece quem e o que você é... o bom é você senti que sua existência não é um mero acaso, que sua presença é notada, sua ausência é sentida e que você é especial. Porque na vida a gente tem que viver, tem que fazer o que tem vontade... Eu não me canso de dizer que permitir-se é o melhor a se fazer! orque será que algumas coisas acontecem nos momentos mais inoportunos? E tão de repente? Foi de tanto me acostumar em nada mudar que me choco quando algo tende a ser diferente. O problema é que a gente vai criando por aí afetos e desafetos que começam a fazer parte de quem somos conforme o tempo passa... por que tem gente que não se acostuma com quem realmente é, tem gente que insiste em magoar os outros como se magoar fosse algo literalmente simples de lidar... depois chega com aquela cara melodramática contagiando a todos que estão ali, por que na maioria das vezes os errados se tornam certos e os certos se tornam errados. Isso é fato descarado! [hahahahaha]Em caso de dúvida peça ao garçom mais um copo cheio de coragem pra ser o que quiser sem se importar com o que vão pensar a seu respeito. VIVA, VIVA E VIVAA! Como se o amanhã não existisse!Se não tem moral não fala. Como já diz o ditado: Quem fala o que quer escuta o que não quer... FATO! Não gosto de dramaturgia, coisas melosas e frescurinhas na hora de falar o que sinto, se sente então bota pra fora. Qual o problema disso? Adoro fingi que não estou entendendo a situação só pra poder ouvir a pessoa falar... adoro aquela cara vermelha, aquela sensação de mico e logo em seguida aquela boa risada! Porque quando não tenho nada pra dizer eu costumo rir [hahahahahahaha]...
Eu sonho em anda pelo mundo sem ter que explicar nada a ninguém, eu sonho em fazer o que eu quiser, e só parar quando tiver totalmente satisfeita; se a vida foi feita pra viver, então porque será que tem gente por aí que não viver? Porque tem gente que vive pra todos menos pra si mesmo? Nesse caso sinto muito, mais tomara que o egoísmo me consuma até que não reste mais nada, eu não quero doar tanto de mim se não recebo o mesmo me troca, minha vida sou eu... minhas atitudes a fazem... eu definitivamente não sou deus pra resolver os problemas de todo mundo, eu mal consigo resolver os meus. FATO!
Eu só peço que as forças da natureza me livrem de tudo que travem o riso, de tudo que me deixe sem viver! Eu não quero viver de mentirinha, eu não quero mitos em cima de verdades, amores rotulados e pessoas etiquetadas. Eu quero tudo o que é preciso pra viver, eu quero quebrar a cara mesmo já tendo sido avisada que aconteceria, é que eu quero senti aquele gosto que posso e nada pode me segurar. Vai ver, sou o tipo certo de garota errada! Deu pra entender?! Espero que não! Deixa assim... deixa quieto...deixa ser... deixa estar!
Bju a tooodos do meu brasil sil sil sil...

...Eu ando pelo mundo prestando atenção em coisas que não sei o nome...

E nesse mundo de incertezas, a única certeza que tenho é que nada ficará... tudo passa, tudo sempre vai passar! Só espero que essa alegria que eu sinto de viver nunca acabe, que ela permaneça e seja eterna enquanto durar. Eu não quero mais verdades inventadas, sorrisos mascarados e eu ‘te amo’ totalmente clichêrizados, eu quero palavras concretas, olho no olho, boca fechada quando não houver nada a dizer... eu quero uma vida simples e um tanto profana, eu quero seguir rumo ao sol, quero quebrar barreiras desafiar o perigo e viver como se nada mais importasse. Eu ainda não sei qual o segredo do sucesso, mas o segredo do fracasso com toda certeza é tentar agradar a todo mundo. Por isso seja livre, seja seu, seja meu, seja você, seja de quem quiser ser... Só seja... Seja definitivamente o melhor pra você, isso já basta! Por que o importante não é só viver... O importante é viver bem, eu aprendi aos trancos e barrancos que ser feliz não dói... Ser feliz acontece na mistura do acaso com a ocasião, o problema é que a gente costuma não dar muito valor ao que a vida oferece. A gente nunca se satisfaz com o que tem até que fique sem nada! Ah... quanta tolice, quanto desperdício de tempo... A gente viver ensaiando como será futuro, só que a vida não permite ensaios. A vida acontece e pronto, ela segue conforme a gente deixa... Então deixa, deixa... deixe que a vida te leve, me leve e nos embale conforme o ritmo tocado por ela! Porque é importante se permitir enquanto ainda se pode, é importante nunca desacreditar de si mesmo!
E na minha mistura de pensamentos soltos e amarrados eu tento lembrar e ao mesmo tempo esquecer de tudo que me vem no coração e na minha mente... Eu organizo palavras em versos e formalizo o que sinto, como se sentir já não bastasse! Eu preciso doar, compartilhar e expor pra alguém esses sentimentos que contraem os meus musculos e desassocegam minha alma. Sabe aquele choro na garganta, aquela ansia contínua de querer sempre mais do que se pode; aquele sorrisinho forçado, aquela vontade de mudar completamente tudo sempre que tiver vontade?! Essas são partes da minha loucura existêncial! São partes de um eu um tanto quanto contraditório, fases da lua ao meu ver... Fases que só eu consigo entender, minhas faces e fases no espelho, minhas caras e bocas, meus traços e retratos se tornam uma só matéria, uma completando a outra!
Rosemary Lima
 

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Fazemos o momento ou ele nos faz?

Você já se perguntou se somos nós que fazemos os momentos em nossas vidas ou se são os momentos da nossa vida nos fazem?
Se você pudesse voltar no tempo e mudar apenas uma coisa na sua vida, você mudaria? E se mudasse, será essa mudança tornaria a sua vida melhor? Ou será que ela acabaria partindo o seu coração? Ou partindo o coração de outro? Será que você escolheria um caminho totalmente diferente? Ou você só mudaria uma única coisa? Um único momento? Um momento que você sempre quis ter de volta.

Às vezes, nos fins de semana principalmente...

"Fiquei tão só, aos poucos. Fui afastando essas gentes assim menores, e não ficaram muitas outras. Às vezes, nos fins de semana principalmente, tiro o fone do gancho e escuto, para ver se não foi cortado. Não foi."

Apague minhas interrogações...

" Porque quando fecho os olhos, é você quem eu vejo; aos lados, em cima, embaixo, por fora e por dentro de mim. É você quem sorri, morde o lábio, fala grosso, conta histórias, me tira do sério, faz ares de palhaço, pinta segredos, ilumina o corredor por onde passo todos os dias. É agora que quero dividir maçãs, achar o fim do arco-íris, pisar sobre estrelas e acordar serena. É para já que preciso contar as descobertas, alisar seu peito, preparar uma massa, sentir seus cílios. Não quero saber de medo, paciência, tempo que vai chegar. Não negue, apareça. Seja forte. Porque é preciso coragem para me arriscar num futuro incerto. Não posso esperar. Tenho tudo pronto dentro de mim e uma alma que só sabe viver presentes. Sem esperas, sem amarras, sem receios, sem cobertas, sem sentido, sem passados. É preciso que você venha nesse exato momento. Abandone os antes. Chame do que quiser. Mas venha. Quero dividir meus erros, loucuras, beijos e chocolates. Apague minhas interrogações
C.F.A

Sobre o sorriso...

caios2:



Tirar um sorriso de alguém, é como ganhar um troféu. Para falar a verdade, não tem preço.
Tirar um sorriso de alguém é como ganhar um trófeu, não tem preço!

Imagine se a vida fosse como um teclado.

 Usaríamos as barras para separar momentos. Usaríamos o asteriscos nas entrelinhas, para podermos assim explicar os acontecimentos. Usaríamos as aspas para mostras as suposições. Poderíamos usar as vírgulas em momentos intensos, pontos finais para terminarmos histórias e as reticências para mostrar a continuação daquela página. Usaríamos o mouse para desenhar nossa trajetória. Daríamos f5 quando faltasse-nos força. Conseguiríamos calar as pessoas com um único Esc. Conseguiríamos fotografar momentos com o Print Screen SysRq. Usaríamos o Home e End para irmos para o começo ou o fim de uma história. Usaríamos com mais precisão as setas ↓↑→←. Conseguiríamos apagar coisas indesejáveis de nosso futuro com o delete ou mesmo apagar nosso passado com o Backspace. Usaríamos o Espaço para podermos prolongar momentos, os deixando assim mais duradouros. Usaríamos os números para aumentar amigos, aumentar amores, aumentar a felicidade e o dinheiro. Usaríamos as letras para escrevermos nosso futuro e o Caps Lock para aumentar certos momentos. Conseguiríamos mudar o momento de nossa história com o Tab. Daríamos enter nos momentos que acharíamos convenientes. Abriríamos parênteses, colchetes e chaves para guardamos lembranças que gostamos. Seria fácil assim ter um coração Alt+3. Porém, se a vida fosse um teclado de computador, não erraríamos, tudo seria milimétricamente programado e as pequenas conquistas que ganhamos seriam inúteis pois não haveria a guerra.  

Imagine se a vida fosse como um teclado. Usaríamos as barras para separar momentos. Usaríamos o asteriscos nas entrelinhas, para podermos assim explicar os acontecimentos. Usaríamos as aspas para mostras as suposições. Poderíamos usar as vírgulas em momentos intensos, pontos finais para terminarmos histórias e as reticências para mostrar a continuação daquela página. Usaríamos o mouse para desenhar nossa trajetória. Daríamos f5 quando faltasse-nos força. Conseguiríamos calar as pessoas com um único Esc. Conseguiríamos fotografar momentos com o Print Screen SysRq. Usaríamos o Home e End para irmos para o começo ou o fim de uma história. Usaríamos com mais precisão as setas ↓↑→←. Conseguiríamos apagar coisas indesejáveis de nosso futuro com o delete ou mesmo apagar nosso passado com o Backspace. Usaríamos o Espaço para podermos prolongar momentos, os deixando assim mais duradouros. Usaríamos os números para aumentar amigos, aumentar amores, aumentar a felicidade e o dinheiro. Usaríamos as letras para escrevermos nosso futuro e o Caps Lock para aumentar certos momentos. Conseguiríamos mudar o momento de nossa história com o Tab. Daríamos enter nos momentos que acharíamos convenientes. Abriríamos parênteses, colchetes e chaves para guardamos lembranças que gostamos. Seria fácil assim ter um coração Alt+3. Porém, se a vida fosse um teclado de computador, não erraríamos, tudo seria milimétricamente programado e as pequenas conquistas que ganhamos seriam inúteis pois não haveria a guerra.  

domingo, 20 de novembro de 2011

Aqueles versos...

"...Como menina-teimosa que sou, ainda insisto em desentortar os caminhos.
Em construir castelos sem pensar nos ventos.
Em buscar verdades enquanto elas tentam fugir de mim.
A manter meu buquê de sorrisos no rosto, sem perder a vontade de antes.
Porque aprendi, que a vida, apesar de bruta, é meio mágica.
Dá sempre pra tirar um coelho da cartola.
E lá vou eu, nas minhas tentativas, às vezes meio cegas, às vezes meio burras, tentar acertar os passos."
(Caio Fernando Abreu)

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

O que não vale a pena...

Aprendi também que por mais que você queira muito alguém, ninguém vale tanto à pena a ponto de você deixar de se querer.

FATOO!

"Se for falar mal de mim me chame,
sei coisas terríveis a meu respeito."

A vida é complicada porque nós mulheres romantizamos tudo...

Ou quase tudo, ou justamente o que não deveríamos, a gente faz planos mesmo em cima dos silêncios deles, a gente vê beleza em cada sumiço, a gente vê olhares de amor no mais puro olhar de tesão, nós temos a mente completamente diferente da deles. Não precisa procurar no meio da multidão, coisas acontecem quando você desiste de procura-lás, posso me aproximar sem invadir seu espaço, mas posso me aproximar tanto que seja impossivel de não o invadir. Não há como garantir que não possa me esforçar em ser interessante sendo que o que eu quero é ser o melhor que você merece. E de tudo que posso ser pra você eu só pediria que nunca fugisse de mim, nem mesmo quando por alguma razão eu deixasse a máscara cair, eu irei segurar sua mão como quem segura a mão de alguém que esteja pendurado sobre um barranco. E seguirei por dias, semanas, meses tentando tocar o seu coração até que um dia eu consiga. E de nenhuma forma te prender, mas sentir medo de te perder, e jamais te limitar mas chorar quando decidir ir embora, e esperar suas mudanças naturalmente sem forçar você, roubar mil beijos seus quando você decidir ter alguma crise de raiva, tentar te acalmar e ser incapaz de causar algum sofrimento a você. E eu não somente diria que canta mal como cantaria com você, provando assim que existem pessoas que cantam horrivelmente, e que você não é a única, mas a que eu estaria disposta a escutar, e quando você decidir falar demais, que eu debrusse sua cabeça no meu ombro e escute tudo que tem a dizer, e quando for desastrado que haja fôlego para não morrermos de tanto rir. E que você sinta vontade de precisar de mim, mas não só quando houver necessidade, que você sinta isso mesmo tendo passado um dia inteiro comigo, que não veja e nem sinta as horas passando quando estiver ao meu lado, e que nunca seja o suficiente o tempo que passarmos juntos, que você sempre sinta vontade de mais, mais e mais. E que você suporte os meus defeitos e se sinta orgulhoso das minhas qualidades, e apesar de não ter uma beleza extrema, poder fazer com que você enxergue que gostar de alguém vai muito além de beleza fisica, e tentar também de algum jeito (infelizmente só tentar) fazer com que você não precise olhar em outras direções, porque seus olhos vão estar dentro dos meus. Eu quero sempre encontrar você, sejá lá aonde você estiver, e que eu consiga ser o seu perfeito, mesmo sendo imperfeito."

E tento ser só eu, simplesmente eu...

Aí eu tomo um banho bem quente, pra te espantar da minha pele. E canto bem alto, pra te espantar da minha alma. E escovo minha língua bem forte, pra separar seu gosto do meu. E quase vomito, pra parir você do meu fígado. E tento ser prática e parar de suspirar. E tento abrir a geladeira sem me perguntar o que eu poderia comprar pra te agradar. E tento me vestir sem carregar a esperança de esbarrar com você por aí. E tento ouvir uma música sem lembrar que você gosta de se esfregar de lado em mim. E tento colocar uma simples calcinha e não uma bala perdida pronta pra acertar você. E tento ser só eu, simplesmente eu, novamente, sem esse morador pentelho que resolveu acampar em mim. E nada disso adianta. E o esforço pra não fazer nada disso já é fazer tudo isso.


quinta-feira, 17 de novembro de 2011



Uma burrice enorme...

"E quanto mais e maiores motivos para não sentir, ele e a vida me dão... adivinhem? Sim, o amor cresce. Irresponsável, sem alimento, sem esperança e de uma burrice enorme. Ainda assim, forte e em crescimento"


Sinceramente...


"Eu não faço desfile de moda todos os segundos do meu dia porque me acho bonita sem precisar de chapinha, salto alto e peito de pomba.
Eu tenho pena das mulheres que correm o tempo todo atrás de se tornarem a melhor fruta de uma feira. Pra depois serem apalpadas e terem seus bagaços cuspidos
."

AMORES IMPOSSÍVEIS!

"(...) Desculpem o trocadilho infame, mas a vida é feita de altos e baixos. Altos, fortes, morenos, sensuais, possíveis e aquele baixinho, meio esquisito, que não sai da sua cabeça.
(...) E nada melhor do que as lacunas da improbabilidade para esquentar uma paixão. Nessas lacunas você tem espaço para criar a história como quiser, ganha poder, inventa. Ele é seu, seu personagem.
(...) Olha, faça um favor para mim, antes de tremer as pernas pelo inconquistável e apagar as luzes do mundo por um único brilho falso, olhe dentro de você e pergunte: estupidez, masoquismo ou medo de viver de verdade?"

Eu sou sim a pessoa...

Que some, que surta, que vai embora, que aparece do nada, que fica porque quer, que odeia a falta de oxigênio das obrigações, que encurta uma conversa besta, que estende um bom drama, que diz o que ninguém espera e salva uma noite, que estraga uma semana só pelo prazer de ser má e tirar as correntes da cobrança do meu peito. Que acha todo mundo meio feio, meio bobo, meio burro, meio perdido, meio sem alma, meio de plástico, meia bomba. E espera impaciente ser salva por uma metade meio interessante que me tire finalmente essa sensação de perna manca quando ando sozinha por aí, maldizendo a tudo e a todos. Eu só queria ser legal, ser boa, ser leve. Mas dá realmente pra ser assim?


Modernidade...

"Sou a princesa no alto do meu castelo. Não tenho tranças pra jogar mas tenho e -mail e celular."


Como sempre será...

Ele me aperta como sempre, até que algum ossinho da minha coluna estale, e me diz, como sempre também: "Que é que você tem que eu sempre largo tudo e venho te ver ?

Felicidade realista...

A princípio bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos. Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis. Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco estrelas. E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo. Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar a luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito. É o que dá ver tanta televisão. Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista. Ter um parceiro constante pode ou não, ser sinônimo de felicidade. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com um parceiro, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio. Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo. Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado. E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade. Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável. Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno. Olhe para o relógio: hora de acordar É importante pensar-se ao extremo, buscar lá d entro o que nos mobiliza, instiga e conduz, mas sem exigir-se desumanamente. A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio. Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade. Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se. Invente seu próprio jogo. Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade. Ela transmite paz e não sentimentos fortes, que nos atormenta e provoca inquietude no nosso coração. Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade.
Mario Quintana

E se não tiver mês que vem?

(...) Me recordei rapidamente de todas as pessoas e coisas que perdi por ainda não estar preparada para elas, ou por ainda ter muita curiosidade de mundo e dificuldade em ser permanente...

Recordei de amigos e parentes distantes, aqueles que eu sempre deixo pra depois porque moram muito longe ou acabaram se tornando pessoas muito diferentes de mim, sempre penso “mês que vem faço contato com eles”. E se não tiver mês que vem?..."

Eu nunca vou entender...

(...)  porque a gente continua voltando pra casa querendo ser de alguém, ainda que a gente esteja um ao lado do outro. Eu nunca vou entender porque você é exatamente o que eu quero, eu sou exatamente o que você quer, mas as nossas exatidões não funcionam numa conta de mais...
Mas aí, daqui uns dias.... você vai me ligar. Querendo tomar aquele café de sempre, querendo me esconder como sempre, querendo me amar só enquanto você pode vulgarizar esse amor. Me querendo no escuro. E eu vou topar. Não porque seja uma idiota, não me dê valor ou não tenha nada melhor pra fazer. Apenas porque você me lembra o mistério da vida. Simplesmente porque é assim que a gente faz com a nossa própria existência: não entendemos nada, mas continuamos insistindo."

Tati Bernardi

sábado, 27 de agosto de 2011

Situações, encare-as!

Os acontecimentos em nossa vida são úteis para o nosso desenvolvimento emocional e para o nosso aprendizado. Às vezes o que parece sofrido traz uma felicidade enorme no dia seguinte, dependendo de como olhamos as situações. O sofrimento deve ser vivido e encarado e mais ainda ultrapassado, só desta forma conseguimos aprender como devemos agir para que a mesma situação não se repita.


Ps: A verdadeira liberdade é a maneira como lidamos com os acontecimentos do destino.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Como posso entender tamanha ipocrisía?!

Eu hoje pensei muito sobre tudo, minha mente funcionou freneticamente ao ponto de expulsar tudo pra fora, então aí vai algumas coisas que sinceramente não consigo entender! 


- Algumas pessoas pensam que estaremos disponíveis a elas pra sempre, mas se bobear dança... é assim que é e sempre vai ser, quem não merece infelizmente ou felizmente perde, já que não adianta insistir no que  não se encaixa, conforme-se e procure em outros braços e abraços algo que realmente te complete. 
Ninguém é tão ingênuo ao ponto se anular tanto por causa de outra pessoa, não sei se a palavra é bem 'ingênuidade' ou desamor total com sí próprio, acho que a segunda opção é bem melhor [hahahaha]... ninguém merece mais o seu amor do que você mesmo. Pense nisso! 
O problema é que algumas pessoas pensam possuir um titulo de propriedade sobre outras, algo que diga que o 'brinquedinho' tem dono (a), cada um sabe seus limites e a verdade é que ninguém pertence a ninguém além de a si mesmo ... Ninguém precisa de um 'prego' no sapato incomodando o tempo todo, sinceramente isso enche o saco a ponto de explodir de vez!
Tem gente que já tá tão acostumado ao 'doninho'(a) decidir tudo que esqueçe até que tem opinião, fala sériooo!!! Agora pergunto eu:
Quem é que nunca chorou por algo ou alguém e hoje sente raiva só de lembrar? Quem é que já não sentiu que a vida dependia de outra pessoa?  Por favor, atirem a primeira pedra quem nunca passou por algo assim!
Sinceramente acredito eu, que todos já cometeram tamanha idiotisse, faz parte do aprendizado...  Nada é em vão e por mais que algumas coisas não tenham sido tão boas,  iram servir de alguma forma pro nosso crescimento pessoal. Ninguém nasce sabendo é a vida quem ensina,  ensina que nada é como parece e que o mais simples geralmente é o mais complexo! 

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Não perca seu tempo...


Impressionante como a gente sofre por nada... quando na verdade tudo é tão frágil e pode acabar num pequeno instante... não perca seu tempo tentando entender coisas que não merecem serem entendidas. Um dia, tudo se encaixa e a vida se ajeita, você vai ver...